Imbituba

Reunião define últimos detalhes para lançamento do monumento de Santa Paulina

Publicado em 27/02/2015 às 16:47 - Atualizado em 27/02/2015 às 16:47

O prefeito Jaison Cardoso e o vice, Elísio Sgrott, estiveram reunidos na manhã desta sexta, dia 27, na sala de reuniões da prefeitura, com a equipe de governo, padres, associação de Peregrinos e Santa Paulina para definir os detalhes do lançamento para a construção da obra do Monumento de Santa Paulina, que vai mudar em breve a rotina de Imbituba e região, com uma das maiores e mais belas estátuas das Américas.

Depois de concluídos os moldes, o próximo passo é a obra civil e o lançamento do edital que deve acontecer no começo de abril, logo após o feriado de páscoa. “Estamos dando mais um passo importante que será a parte prática da obra, que vai mudar toda a rotina do município de Imbituba e toda a região”, salienta Jaison.

Na reunião, foram discutidos os detalhes sobre os próximos passos e a conclusão da obra. “Até o meio do ano, as obras de construção serão iniciadas e a previsão de conclusão é para o final de 2016”, fala o prefeito. “Essa obra vai representar muito para a vida das pessoas em Imbituba, porque vai gerar emprego e renda, movimentar praticamente todos os setores da economia com o alto número de visitantes que teremos, será sem dúvida um marco para o turismo de todo o sul do estado”, acrescenta.

 

O Santuário

O santuário em homenagem à Santa Paulina, na cidade onde ocorreu o primeiro milagre reconhecido da Santa nascida na Itália e radicada brasileira, terá uma estátua de 46,5 metros de altura, no alto do Morro da Antena.

Os moldes são produzidos em formas de isopor, que depois recebem uma espécie de capa de resina de vidro.

O espaço no alto do morro terá 4 mil metros quadrados de área na base. Dentro dele serão colocados murais com a história de Santa Paulina, escrito em quatro idiomas. O monumento poderá ser visto em um raio de 15 quilômetros. O local também terá um mirante com uma vista panorâmica de toda a cidade.

Todo o projeto do Complexo Turístico Religioso deve ficar concluído em até cinco anos e terá cerca de 17 mil metros quadrados de área. Já o monumento deve começar a ser visitado no final de 2016.

 

Sobre Santa Paulina

Madre Paulina foi canonizada em 2012. Ela nasceu em 16 de dezembro de 1865, em Vígolo Vattaro, Trentino Alto Ádige, no norte da Itália.  Aos nove anos, em 1875, a italiana migrou com a família para Vígolo, em Nova Trento.

 O primeiro milagre de Santa Paulina foi registrado em Imbituba (SC), no dia 23 de setembro de 1966, no qual foi reconhecida a cura instantânea, perfeita e duradoura de Eluíza Rosa de Souza, que possuía uma doença complexa: a morte intra-uterina do feto e sua retenção por alguns meses; extração com instrumentos e revisão do útero, seguida de grande hemorragia e choque irreversível. O caso foi discutido e, posteriormente, o Papa ratificou em decreto aprovando as conclusões da Congregação para as Causas dos Santos.

 

 

 

 

 Fonte: João Batista Coelho Júnior RP 3237 SC


publish