Laguna

Equipes recebem atualização do Programa de Combate à Dengue

Publicado em 16/03/2015 às 11:13 - Atualizado em 16/03/2015 às 11:13

Na última semana, equipes que integram o Programa de Combate à Dengue (PCD) da região receberam treinamento para adequação ao novo sistema de coleta de dados do programa.

O encontro promovido pela Gerência Regional de Saúde foi realizado na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Saúde. Coordenadores das cidades de Laguna, Pescaria Brava, Paulo Lopes, Garopaba, Imbituba e Imaruí receberam instruções no preenchimento dos boletins que são enviados à central em Florianópolis através de sistema online.

De acordo com o coordenador do programa no município, Marcos Aurélio de Souza, a capacitação é necessária para se obter agilidade na coleta de informações. "Nossos agentes buscam cada vez mais rapidez e precisão no combate ao mosquito da dengue, além de novas instruções sobre a febre chikungunya", salienta Marcos.

A equipe de combate à dengue do município conta com um coordenador e mais cinco agentes que atuam em vários pontos no combate e proliferação do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue e da febre chikungunya.

Laguna tem um total de 150 armadilhas, além de 30 pontos estratégicos, entre eles cemitérios, ferro velho, borracharias, locais de grande circulação próximo a rodovia que são monitorados constantemente.

Dúvidas e reclamações podem ser feitas na Secretaria Municipal de Saúde, setor de Programa de Combate a Dengue (PCD) ou pelos telefones:(48) 3644- 0135, 3646-2490, 3644-1229 (ramal 206), 8847-9211- Disque Dengue.

Saiba mais:

A febre chikungunya é uma doença viral com sintomas parecidos com a dengue e transmitida pelos mesmos mosquitos, o Aedes aegypti e o Albopictus. Entre eles estão dores fortes, principalmente, nas articulações, de cabeça e musculares, manchas vermelhas na pele e febre repentina e intensa, acima de 39 °C.

A recomendação em ambos os casos é de repouso absoluto e ingestão de líquidos em abundância. A automedicação é perigosa, porque pode mascarar sintomas, dificultar o diagnóstico e agravar o quadro da doença.

Como ainda não existe vacina contra o vírus, o melhor método de prevenção está no combate à proliferação dos mosquitos transmissores. As recomendações são as mesmas já conhecidas para o combate à dengue: evitar água parada em baldes, vasos de plantas, ralos e outros recipientes.

Cuidado redobrado:

Todo cuidado é necessário nessa época do ano, período em que a incidência de mosquito aumenta. Limpar o terreno e quintal, além de observar o acúmulo de água em qualquer recipiente é fundamental para combater o mosquito. "Já encontramos foco em tampa de garrafa. Por menor que seja o recipiente é preciso ficar atento", afirma Souza.

Como são feitas as armadilhas?

As armadilhas desenvolvidas são feitas de pneu de moto, onde um pneu da para fazer quatro armadilhas.

Laboratório próprio:

A Secretaria de Saúde do município possui um laboratório próprio para análises dos focos de mosquito. "Quando temos alguma suspeita já encaminhamos imediatamente ao laboratório e em pouco tempo já temos o resultado", disse o coordenador. Municípios da região também utilizam o laboratório quando necessário.

Dicas para combater o mosquito da dengue:

- Verificar qualquer recipiente ou depósito que possa acumular ou que tenha água e que esteja destampado em sua casa, em seu quintal ou no seu local de trabalho

- Coloque no lixo garrafas descartáveis, plásticos e outros objetos que possam juntar água;

- Tampe caixas, poços, tambores e potes de água;

- Coloque areia grossa nos pratos dos vasos de plantas;

- Guarde as garrafas viradas de boca para baixo e em local coberto;

- Limpe bem as calhas e bebedouros de animais;

- Observe no seu bairro se há terrenos com latas, pneus e recipientes plásticos e avise à prefeitura;

- Nunca jogue lixo em terrenos baldios.

Sintomas da dengue:

Febre alta com início súbito, forte dor de cabeça, dor atrás dos olhos, perda do paladar e apetite, manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, náuseas e vômitos, tonturas, extremos cansaço, moleza e dor no corpo, muitas dores nos ossos e articulações.



-- 




Secretaria de Comunicação Social do Governo Municipal de Laguna